24 de jan de 2012

Espelhos

         Na vida, a gente aprende que nem tudo é o que parece. Claro, as aparências enganam. Hoje em dia, virtualmente falando, ficou ainda mais fácil de enganar, de se passar por outra pessoa. Infelizmente essa é uma realidade muito comum na vida de um internauta: Você conhece uma pessoa que lhe parece interessante. Ok. Logo mais tornaram-se amigos, e não passam um dia sem se falar. Perfeito. Essa pessoa logo se torna a sua melhor amiga, muitos torpedos e até cartas são trocados, e tudo que lhe vem na cabeça é: "É meu melhor amigo, a pessoa mais importante da minha vida". Até aí, é fácil de aguentar né? Mas como uma reviravolta, o céu azul com o sol brilhante simplesmente transforma-se em um temporal, e a ventania leva na maior facilidade todo o amor que a pessoa sentia por ti. Em um piscar de olhos, essa pessoa simplesmente não tem mais interesse em ti, quanto mais em te amar.
         Daí eu me pergunto: Como uma pessoa consegue viver assim? O problema nem é se livrar de alguém que parecia ser importante (até porque se fosse importante de verdade não teria se livrado) e sim como aguenta suportar por tanto tempo uma mentira, uma personalidade falsa. E depois ainda viver com esse lapso de personalidade, onde tu não sabe o que viveu, o que sentiu, as verdades e as mentiras. É possível manter uma tranquilidade sendo assim? É possível ter amigos de verdade, sendo assim?
         Me questiono isso todo dia. E também me pergunto em quem ou no que devo confiar, já que atualmente nem mesmo os espelhos demonstram a verdade real.

Nenhum comentário:

Postar um comentário