3 de fev de 2012

Vida

Ser kpopper não é fácil. Nascer no Brasil e ser fã dos nossos adorados ídolos coreanos é uma tarefa um tanto quanto difícil, se tu for parar pra pensar na distância, na dificuldade de manter contato ou presenciar um show, no preço super alto de se comprar um pôster apenas, quanto mais um cd. Sim, é muito difícil, mas nunca senti tanta alegria ao ver uma simples foto de uma famosa, quanto mais explodir ao ver meu grupo preferido apresentar aquela música que eu gosto tanto. Comprar todos os cds, encher o quarto de pôsteres, passar o dia mandando frases sem sentido no twitter a espera de uma resposta, colecionar todas as fotos, acompanhar todas as saídas, sentir ciúmes a cada momento, chorar de tristeza, chorar de alegria, aprender todas as coreografias, enfim. Amar kpop e seus groups lindos e divinos é como ter um turbilhão de emoções. Cada dia uma reação, um novo amor, uma alegria, uma tristeza. Grupos lançam-se, grupos terminam, integrantes adoecem, há brigas, processos, mas é um universo que fico muito feliz de ter encontrado e me integrado, e do qual não quero me desprender nunca mais.

Teria muito mais a dizer sobre kpop, que é minha vida, mas fiz esse resumo por causa da minha felicidade extrema que está aflorando. Ontem estava a perder meu tempo no twitter, como faço todos os dias, e resolvi mandar uma mention pra Lim, do grupo Wonder Girls, sem esperanças. E adivinhem? Ela me respondeu. Exatamente, imaginem meu choro de alegria, misturado com gritos e pulos todos ao mesmo tempo. Não é lindo? Uma simples frase pode fazer isso comigo. 


Minha Lim, eu te amo. ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário